DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA


No ano de 2001, me lembro como se fosse ontem, das discussões e polêmica acerca das políticas de reserva de cotas para negros nas universidades federais brasileiras.
Apesar de todo rebuliço, dos pós e contras, essa política é uma realidade no nosso sistema acadêmico hoje.
Dia 20 de Novembro de 2009, dia da Consciência Negra, É FERIADO!
Está novidade foi uma decisão do Superior Tribunal Federal, fica decretado a critério dos municípios, o cumprimento do feriado ou ponto facultativo.
A data homenageia Zumbi dos Palmares, um dos líderes do mais conhecido núcleo de resistência contra a escravidão no país: o Quilombo dos Palmares.
O governo federal neste dia é responsável por promover diversas atividades em comemoração à data.
A mais interessante de todas as notícias acerca desse dia, contudo, é o lançamento de uma marca que será atribuída aos produtos artesanais produzidos por comunidades quilombolas. Será o “Selo Quilombola”, seu objetivo é agregar identidade e valor econômico a essa produção.
É muito bom finalmente vermos a inclusão do negro e a valorização de suas raízes e cultura. Mesmo que com mais de um século de atraso, desde a abolição.
A esperança de todos nós militantes, em prol da resistência deste movimento, que tem sua história iniciada lá no Quilombo dos Palmares, é o fim do preconceito existente e latente em nosso país, mesmo que velado. E principalmente o reconhecimento que a maior riqueza de nosso país está refletida em nossa diversidade. Em todos os aspectos nossa pátria é diversa, e por isso até invejada.
Continuemos lutando a luta de Zumbi, que seja nos nossos dias 20 de novembro, de cada dia. Lutemos pela liberdade e garantia dos direitos conquistados até hoje e do porvir.

Apresentação MACULELÊ Festa de São Judas Tadeu