Leonardo Ventura e Quilombo de Monte Alegre, inspiração e trabalho comunitário

Vitória, 14 de junho de 2010

Leonardo Ventura nascido e criado na comunidade quilombola de Monte Alegre em Cachoeiro de Itapemirim-ES, deixou de ser um simples morador como todos os outros, para se tornar líder e exemplo de mobilização em sua comunidade. Seu trabalho é inovador e seu principal objetivo é promover o desenvolvimento sustentável e o solidarismo.

Sua intensa atuação em Monte Alegre nos últimos dez anos, se divide em ações variadas, todas baseadas no principio da recuperação da auto estima através do trabalho em equipe, cultura e educação para a transformação social, seu foco são as crianças e adolescentes, que de acordo com Leonardo, são o maior patrimônio da sua comunidade.
Ele conta que tudo começou com um convite do Dr. Abel Santana Junior para participar como coordenador do projeto “Nossa Criança” na comunidade de Monte Alegre em 2000. No inicio, ainda no quintal de sua casa, atendia a aproximadamente 150 crianças quilombolas com atividades sócio-culturais, ambientais e recreativas; com o sucesso dessa experiência, em 2004 o projeto passou a ter sede própria. No decorrer deste projeto Leonardo levava as crianças à lugares relevantes da comunidade para contar a história dos locais e sua importância. Partindo dessas experiências, deu-se a criação do grupo de turismo comunitário: “Bicho do Mato”, com a missão de transmitir esses ensinamentos não só aos membros da comunidade, mas também aos visitantes, desenvolvendo atividades turísticas na comunidade. Em 2005 foi criada a trilha das árvores centenárias, e em 2006 o grupo de cantigas de roda. A partir daí, a comunidade passou a receber visitas de grupos de estudantes da região.
Em 2008 com o apoio do Ministério do Turismo formaram um grupo cultural. Este grupo é fruto dos esforços, doação pessoal e perseverança de Leonardo, que se desdobra em múltiplas funções. É formado por 25 artistas, crianças e adolescentes que fazem performances de dança – afro contemporânea, capoeira regional, caxambú e samba de roda. As apresentações são feitas com bastante energia, e quem assiste não consegue ficar parado, pois é contagiante. Além do que a apresentação é aberta a participação da platéia. Eles tem se apresentado para turistas que visitam a comunidade, e em eventos culturais e turísticos por todo país.
Sua última apresentação foi bem longe de casa, na cidade de Registro no interior de São Paulo. O grupo viajou mais de mil quilômetros de ônibus para se apresentar no I Encontro Nacional de Turismo em Comunidades Quilombolas, juntamente com seu tutor, LeonardoVentura, que teve destaque no encontro como participante da mesa de abertura entre as autoridades nacionais presentes. Ele abriu as palestras do encontro apresentando o caso de Monte Alegre, que hoje é modelo nacional para o desenvolvimento sustentável de turismo em comunidades quilombolas.
A comunidade quilombola de Monte Alegre possui cerca 550 moradores. Destes 450 são remanescente de quilombo. Localizada na área rural de Cachoeiro, Leonardo e outros moradores desta comunidade vislumbraram o melhor aproveitamento das belezas naturais locais, agregada à sua riqueza histórica e de seus moradores, como uma de suas principais estratégias para seu desenvolvimento econômico através do turismo.
Possuem a Floresta Nacional de Pacotuba no seu território, que é protegida pelo projeto “Corredores Ecológicos”, e sua riqueza histórica é datada da época da escravidão, história que se mantém viva com muito respeito, e é transmitida de geração em geração.
O turismo se insere nesta comunidade na tentativa de superar os atrasos e perdas provenientes da escravidão, mas acima de tudo serve para a valorização dos costumes originais, mantendo viva a herança de resistência e luta pela liberdade de seus antepassados como exemplo para vencer e superar os obstáculos dos dias de hoje.
Leonardo oferece palestras sobre turismo de base comunitária em todo país e é atuante nas causas quilombolas e dos negros. Como empreendedor do turismo tem obtido considerável sucesso, já que neste último ano a renda trazida para a comunidade quadruplicou em relação ao primeiro ano de trabalho. A cada dia que passa é procurada por diferentes grupos com interesse de realizar eventos na comunidade. Sem contar com a auto-estima dos moradores, que começam a crer que este é o começo de um futuro melhor, o que para Leonardo é a maior conquista.
Desde o inicio deste trabalho até os dias de hoje, Leonardo luta contra as adversidades, entre elas o descaso e falta de apoio dos governos municipais e estaduais, como falta de saneamento básico e comunicação (sinal de celular e internet), essenciais ao desenvolvimento. Estes mesmos problemas são comuns à muitas outras comunidade quilombolas existentes que persistem. Mas ele não desiste e devagarzinho vai construindo suas vitórias, que são as vitórias de toda uma comunidade.
Leonardo sente que é seu dever trabalhar para a melhoria da qualidade de vida dos moradores e o desenvolvimento de sua comunidade em geral. Não concebe a idéia de melhorias só pra si e sua família, já que diferentemente dos outros integrantes possui o essencial para vencer, a auto-estima. Também possui esperança nas pessoas e em seu potencial de superar e se desenvolver, principalmente dos mais jovens. Além do mais, como geralmente acontece em uma comunidade quilombola, todos tem algum parentesco, vivem e compartilham com muita proximidade da vida um dos outros, o que os torna mais solidários.
Quem visita Monte Alegre tem acesso a roteiro turístico diversificado capaz de agradar todos os gostos. Há caminhadas nas trilhas, observação de animais e aves selvagens acompanhados por guias de ecoturismo quilombolas, acessoa culinária típica, apresentações de manifestações culturais como: caxambú, capoeira, dança – afro e teatro que remontam a história e atividades do trabalho cotidiano do campo, e contação da sua história e tradições. Um passeio completo, ideal para qualquer idade, onde o visitante vivencia o presente e o passado de um povo em contato com a natureza que tem sido seu cenário através das décadas.
Para maiores informações sobre o I Encontro Nacional de Turismo em Comunidades Quilombolas visite: http://blog.mma.gov.br/turismoquilombola/

Parabéns VOLTA AO MUNDO Vitória!!!

Em breve _ cobertura, videos e mais fotos da celebração de 5 anos da Capoeira Angola Volta ao Mundo em Vitória.