Livro: “Bananeira: Pensando de cabeça para baixo”

O Livro está disponível nos sequintes formatos:

 

Musicas de capoeira.

Segue abaixo algumas musicas, nem todas são de angola.

 

_______________________________________________________________________________________

Ê, Paraná
Paraná, Paraná ê, Paraná
Ê, Paraná
Eu não vou na sua casa, Paraná
Ê, Paraná
Pra você não ir na minha, Paraná
Ê, Paraná
Porque você tem boca grande, Paraná
Ê, Paraná
Vai comer minha galinha, Paraná
Ê, Paraná
Puxa, puxa, leva, leva, Paraná
Ê, Paraná
Paraná está me chamando, Paraná
Ê, Paraná
Me chamando pra jogar, Paraná
Ê, Paraná
Minha mãe está me chamando, Paraná
Ê, Paraná
Vê que vida de moleque, Paraná
Ê, Paraná
Ê Paraná, e Paraná,
Terra da boa madeira, Paraná
Ê Paraná, e Paraná,
Eu vim aqui aqui não vou voltar, Paraná
Ê Paraná, e Paraná,
Eu quero ver você jogar, Paraná.
Ê Paraná, e Paraná,
Eu quero ver você cantar, Paraná.
Ê Paraná, e Paraná,
Eu vim aqui aqui não vou voltar, Paraná
Ê Paraná, e Paraná,
Paraná, Paranaué, Paraná.
Ê Paraná, e Paraná,

_______________________________________________________________________________________
Eu Aprendi Capoeira
La Na Rampa e No Cais Da Bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da Bahia
Eu Aprendi Capoeira
La Na Rampa e No Cais Da Bahia
Eu aprendi Capoeira
La na rampa e no cais da Bahia
Vim da ilha de maré na saveiro do mestre João
Fui morar la na preguiça me criei na conceição
Eu descia o pelourinho eu subia a gamaleira
Eu passava o dia inteiro na roda de capoeira
Eu Aprendi Capoeira
La Na Rampa e No Cais Da Bahia
Eu aprendi Capoeira
La na rampa e no cais da Bahia
Camafeu e Pastinha jogava
Valdemar jogava com seu Zacharias
Eu Aprendi Capoeira
La Na Rampa e No Cais Da Bahia
Eu aprendi Capoeira
La na rampa e no cais da Bahia
O gringo filmava me fotografava
eu pouco ligava também não sabia
Que minha foto ia sair no jornal
Na Russia na França e até na Hungria
Capoeira é uma arte, capoeira é uma luta
capoeira é um balé mais lindo da minha Bahia
Eu Aprendi Capoeira
La Na Rampa e No Cais Da Bahia
Eu aprendi Capoeira
La na rampa e no cais da Bahia

 

_______________________________________________________________________________________
Eu sou Angoleiro
Eu sou angoleiro, e angoleiro é o que eu sou
Eu sou angoleiro
Eu vim de Salvador.
Eu sou angoleiro
E angoleiro é o que eu sou.
Eu sou angoleiro
Eu vim lá de Salvador.
Eu sou angoleiro
E angoleiro, é Angola.
Eu sou angoleiro
Eu sou angoleiro
Angoleiro é que eu sou
Eu sou angoleiro
Angoleiro jogador
Eu sou angoleiro
Angoleiro na Bahia
Eu sou angoleiro
Angoleiro de valor
Eu sou angoleiro
Angoleiro sim sinhô
Eu sou angoleiro
Angoleiro de Angola
Eu sou angoleiro
Angoleiro, sou angoleiro
Eu sou angoleiro
Angoleiro, jogo Angola
Eu sou angoleiro
Em Angola fiz meu nome
Eu sou angoleiro
Meu pai é angoleiro
Eu sou angoleiro
Angola jogo maneiro
Eu sou angoleiro
Angoleiro é meu nome
Eu sou angoleiro
Angoleiro imperador
Eu sou angoleiro
Angoleiro do Brasil
Eu sou angoleiro

 

_______________________________________________________________________________________
Eu vi a Cutia com coco no dente,
com coco no dente com coco no dente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
Comendo farinha, olhando pra gente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
com coco no dente com coco no dente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
Comendo farinha, olhando pra gente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
com coco no dente com coco no dente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,

_______________________________________________________________________________________
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
Esse negro mandingueiro tá lhe armando uma emboscada
Espera você passar sozinho pela estrada
Escondido numa moita
Com sua faca amolada
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
No toque do berimbau
o jogo é alei do cão
o negro levou rasteira
na roda caiu no chão
Agora jura vingança
Com sua faca na mão
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar

_______________________________________________________________________________________
Berimbau tocou São Bento
Hoje o jogo é pra valer
Se você não der no negro
Ele vai dar em você
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
Mas você é capoeira
E tem que usar mandinga
No molejo da esquiva
Pra que a faca não te atinja
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar

_______________________________________________________________________________________
Gamelera no chão
Bentivi jogou
Gamelera no chão
Bentivi jogou
Gamelera no chão
Jogo que eu vi
Gamelera no chão
Jogo jogou
Gamelera no chão

_______________________________________________________________________________________
Gunga é meu
Gunga é meu
gunga é meu
gunga é meu
é meu, é meu, é meu
Gunga é meu
gunga é meu

_______________________________________________________________________________________
Quando o meu mestre se foi
Toda a Bahia chorou
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Oi menino comigo aprendeu
Aprendeu a jogar capoeira aprendeu
Quem me ensinou já morreu
O seu nome esta gravado
Na terra onde ele nasceu
Salve o mestre Bimba
A Bahia de Maré
Salve o mestre que me ensinou
A mandinga de bater com o pé
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio

_______________________________________________________________________________________
Mandingueiro
Venho de Malé Bolência
Era ligeiro o meu mestre
Que jogava conforme a cadência
No bater do berimbau
Salve o mestre Bimba
Criador da regional
Salve o mestre Bimba
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Aprendeu meia- lua aprendeu
Oi martelo, rabo- de- arraia
Jogava no pé da ladeira
Muitas vezes na beira da praia
Salve São Salvador
A Bahia de Maré
Salve o mestre que me ensinou
A mandinga de bater com o pé
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Quando meu mestre se foi
Toda a Bahia chorou
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio

_______________________________________________________________________________________
Se você faz um jogo ligeiro
dá um pulo pra lá e pra cá
não se julgue tão bom capoeira
Que a capoeira não é tão vulgar
para ser um bom capoeirista
pra ter muita gente que lhe dè valor
você tem que ter muita humildade
Tocar instrumentos, ser um bom professor
O capoeira faz chula bonita
canta um lamento com muito emoção
quando vê seu mestre jogando
Sente alegria no seu coração
ele joga angola miudinho
se a coisa esquenta não corre do pau
Tem amigos por todos os lados
um grande sorriso também não faz mal
isso é coisa da gente,
ginga pra lá e pra cá
mexe o corpo ligeiro,
a mandinga não pode acabar
isso é coisa da gente,
ginga pra lá e pra cá
mexe o corpo ligeiro,
a mandinga não pode acabar
isso é coisa da gente,
ginga pra lá e pra cá

_______________________________________________________________________________________
Jogador, jogador
Jogador de Capoeira
Jogador, jogador
Jogue e não faça besteira
Jogador, jogador
Jogador de Capoeira
Jogador, jogador
_______________________________________________________________________________________
Jogar Capoeira de Angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
28.Vai saindo de aú
Completando rolê
Jogar Capoeira de Angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê
Eu fui lá no cais da Bahia
Jogar Capoeira
Lembrei de Pastinha de Seu Aberê lelê
Capoeira de Angola
Não é brincadeira menino vem ver
Jogar Capoeira de Angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê
Porquinho sempre falou
Solte o corpo menino
Deixe de falar
Tem que ter sentimento
Para Capoeira de Angola jogar
Jogar Capoeira de Angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê
Você diz que entra na roda
Com ginga de corpo sabe balançar
Tem que ser mandingueiro
Para Capoeira de Angola jogar
Jogar Capoeira de Angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê

_______________________________________________________________________________________
Lá na ilha de Luanda
Lá na ilha de Luana
Pescador ja vem do mar
Vem trazendo bom pescado
Graças á velha que anda
Iemanjá, nossa rainha do mar
No jogo da basula
negro vai te derrubar
Cuidado menino,
Pescador já vem do mar
No jogo da basula
negro vai te derrubar
Pescador tem tradição
Para seu filho ensinar
Vem trazendo bom pescado
Para mucequa prepara
No jogo da basula
negro vai te derrubar
Do tronco do imbondeiro
Faz- se casa para morar
No jogo da basula
negro vai te derrubar

_______________________________________________________________________________________
Jogo de dentro, jogo de fora
Valha- me Deus, minha Nossa Senhora
Jogo de dentro, jogo de fora
Toma cuidado com o jogo de Angola
Jogo de dentro, jogo de fora
Não tem falsidade no jogo de Angola
Jogo de dentro, jogo de fora
Êste jogo é manhoso, é o jogo de Angola
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo de dentro é de jogo de Angola
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo bonito é pra Nossa Senhora
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo bonito quero ver agora
Jogo de dentro, jogo de fora

_______________________________________________________________________________________
Lá na Bahia
Corre água sem chover
Lá na Bahia
Corre água sem chover
A água doce do coco é doce
Eu também quero beber
Á água do coco é doce
Eu também quero beber
Na fazenda Estiva
Nas terras de Jacobina
Comecei a Capoeira
Do famoso Mestre Bimba
E foi morar lá no bairro da Lapinha
Conhecendo velhos mestres
Valdemar e Seu Traíra
Lá na Bahia
Corre água sem chover
Treinou sequência
Fez cintura desprezada
Jogo duro esquenta banho
Junto da rapaziada
Depois de duro trabalho
Depois de muito treinar
Veio pro Rio de Janeiro
Lá na Bahia
Corre água sem chover

_______________________________________________________________________________________
Iêê là vai viola
Tin , tin , tin , tin la vai viola
mas que jogo bonito esse jogo de Angola
Tin , tin , tin , tin la vai viola
Iêê là vai viola
Tin , tin , tin , tin la vai viola
Viola meu bem viola
Tin , tin , tin , tin la vai viola

_______________________________________________________________________________________
30.Le La Lae Lae La
Le La Lae Lae La
La Lae Lae La
Le Le Le Le La La
Le La Lae Lae La
La Lae Lae La
Le Le Le Le La La
Berimbau chamou pro jogo
Pandeiro me respondeu
O Atabaque já entrou
Mestre Bimba apareceu
La Lae Lae La
Le La Lae Lae La
La Lae Lae La
Le Le Le Le La La
Manoel dos Reis Machado
Criador da Regional
Espalhando pelo mundo
Essa cultura national
La Lae Lae La
Le La Lae Lae La
La Lae Lae La
Le Le Le Le La La
Lá no cais se batizou
A Capoeira Regional
Espalhando pelo mundo
Essa arte marcial
La Lae Lae La
Le La Lae Lae La
La Lae Lae La
Le Le Le Le La La
La Lae Lae La
Le La Lae Lae La
La Lae Lae La
Le Le Le Le La La

_______________________________________________________________________________________
Ê Mãinha
E madrugada eu vou pro mar
Navegando pro horizonte
No reino de lemanjá
Ê Mãinha
E madrugada eu vou pro mar
É maré cheia
Tempestade sem parar
Peço a Deus que me proteja
Do mistério desse mar
Ê Mãinha
E madrugada eu vou pro mar
Peço a Deus que me proteja
Do mistério desse mar
O mandingueiro
Que chegou de velejar
Pede licença pro Mestre
Reza prá seu Orixá
A roda já está formada
O jogo vai começar
Ê Mãinha
E madrugada eu vou pro mar
Navegando pro horizonte
No reino de lemanjá

_______________________________________________________________________________________
Nome do Pai
Berimbau chama prá jogar
Roda pião de cabeça
Rasteira prá derrubar
Meia- lua e cabeçada
Você tem que mandingar
Ê Mãinha
E madrugada eu vou pro mar

_______________________________________________________________________________________
A baiana me pega
Me leva pro samba
Eu sou do samba
Eu vim sambá
Le le le baiana
Minha baiana que deu o sinal
Le le le baiana
Pra’ dançar o carnaval
Le le le baiana
Tambem jogar capoiera
Le le le baiana
Angola e regional
Le le le baiana

_______________________________________________________________________________________
Lava, lava, lavadeira
A roupa do capoeira
Lava, lava, lavadeira
A roupa do capoeira
Porque hoje é Domingo
Amanhã Segunda feira
Hoje a festa é no Bonfim
Amanhã é na Ribeira
Oi, vai Ter roda de samba
E jogo de capoeira
Moleque, tome cuidado
Com o tombo da ladeira
Sua roupa está limpa
Coitada da lavadeira
Lava, lava, lavadeira
A roupa do capoeira
Lava, lava, lavadeira
A roupa do capoeira
Lava, lava, lavadeira
A roupa do capoeira

_______________________________________________________________________________________
Quando eu toco meu pandeiro, iaiá
No terreiro de Jesus
Quando eu toco meu pandeiro
No terreiro de Jesus
Eu me lembro de Mestre Bimba
Ajoelhado ao pé da cruz
Eu me lembro de Mestre Bimba
Ajoelhado ao pé da cruz
A capoeira
De Bimba
A Regional
De Bimba
São Bento Grande
De Bimba
Ajoelhado ao pé da cruz
A desprezada
De Bimba
Toque de Iúna
De Bimba
A Cavalaria
De Bimba
Mestre Bimba foi maior
Êh, êh, êh
Mestre Bimba foi maior, camará
Êh, êh, êh
Mestre Bimba foi maior

_______________________________________________________________________________________
Leva Morena me leva
leva p’ro seu bangalo
Leva morena me leva
Que sou Capoeira ja disse que sou
Leva morena me leva
Leva p’ro seu bangalo
Leva morena me leva
Oue hoje faz frio amanha faz calor
Leva morena me leva
Leva p’ro seu bangalo
Leva morena me leva
Me leva p’ra baixo do seu cobertor
Leva morena me leva
Leva p’ro seu bangalo
Leva morena me leva
Que. hoje sou pobre amanha sou doutor
Leva morena me leva
Leva p’ro seu bangalo

_______________________________________________________________________________________
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi para o céu
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi para o céu
Mestre Bimba se foi
Está jogando angola com pastinha
No berimbau com Aberre
Cantando com Valdemar
Ensinando a Mucungê
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi para o céu
Mestre Bimba se foi
Quando eu falo de Mestre Bimba
Eu sinto o corpo arrepiar
Vejo o dia escurecer
Vejo a noite clarear
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi para o céu
Mestre Bimba se foi
O nome de Mestre Bimba
Pra sempre será louvado
Porque foi bom capoeirista
Homem muito respeitado
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi para o céu
Mestre Bimba se foi
No cantar de um pássaro
Criou um jogo bem bonito
Deve estar jogando agora
Numa roda no infinito
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi
Mestre Bimba se foi para o céu
Mestre Bimba se foi

_______________________________________________________________________________________
Meu berimbau
Instrumento genial
Meu berimbau
Você é fenomenal!
Meu berimbau
Instrumento genial
Meu berimbau
Você é fenomenal!
Berimbau,
Instrumento que tem som
Toca a paz e toca a guerra
E também chula de amor
Entro na roda
Logo vou me encaminhando
Com a baqueta e arruela
A minha chula eu vou cantando
Meu berimbau
Instrumento genial
Meu berimbau
Você é fenomenal!
Meu berimbau
Instrumento genial
Meu berimbau
Você é fenomenal!
Meu senhor são bento
Tira a cobra do caminho

_______________________________________________________________________________________
Meu senhor são bento
Meu senhor são bento
Esse nego é danado
Esse nego é violento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Jararaca deu um bote
Bem na perna do jumento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Já perdi uma vaquinha
Agora foi meu jumento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Ainda mas eu
Que só um péssimo elemento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
A mulher e a cobra
São dois bichos peçonhentos
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Abandonei a minha noiva
No dia do casamento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Jararaca deu um bote
Nesse nego mal elemento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Esse jogo é manhoso
Esse jogo é violento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Ate mesmo Jesus Cristo
Teve muito sofrimento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
A mulher quando não presta

_______________________________________________________________________________________
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
Eu vou embora, mas vou voltar
quem sabe um dia agente vai poder se amar
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
O gunga marca, o médio dobra
E olha aí a revirada do viola
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
O meu viola tem harmonia
pro capoeira ele passa energia
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
O meu viola é de biriba
Foi um presente que eu ganhei de Mestre Bimba
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
Sou capoeira, sou mandigueiro
Com meu viola já rodei o mundo inteiro
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola

_______________________________________________________________________________________
É tu que é moleque
Moleque é tu
É tu que é moleque
Moleque é tu
Cala boca, moleque
Moleque é tu
Oi que eu te bato, moleque
Moleque é tu
Eu te pego, moleque
Moleque é tu
Te castigo, moleque
Moleque é tu
Conforme a razão
Moleque é tu
Oi aqui tá o moleque
Moleque é tu
Quem me chamou de moleque
Moleque é tu
Eu te derrubo, moleque
Moleque é tu
Eu te jogo no chão
Moleque é tu
É você que é moleque
Moleque é tu

_______________________________________________________________________________________
Nada Bahia tem
Vou mandar buscar
Um Berimbau de ouro
E ferro de engomar
Na Bahia tem,
vou mandar buscar
Um Berimbau de ouro
E ferro de engomar
Na Bahia tem petróleo
Tem cacao e tem Dendê
Mas tambem tem Capoeira
Basta tu ir lá pra ver
Nada Bahia tem
Vou mandar buscar
Um Berimbau de ouro
E ferro de engomar

_______________________________________________________________________________________
Navio Negreiro
Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de Angola
Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de Angola
vem gente de Cambinda
Benguela e Luanda
eles vinham acorrentados
pra trabalhar nessas bandas
Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de Angola
aqui chegando não perderam a sua fé
criaram o samba
a capoeira e o candomblé
Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de Angola
acorrentados no porão do navio
muitos morreram de banzo e de frio

_______________________________________________________________________________________
Eh menino chorou
Nhem Nhem Nhem
Eh menino chorou
Nhem Nhem Nhem
Porque não mamou
Nhem Nhem Nhem
Sua mãe tá na feira
Nhem Nhem Nhem
Ela ainda, não voltou
Nhem Nhem Nhem
Cala a boca’ menino
Nhem Nhem Nhem
Eh menino danado
Nhem Nhem Nhem
Eh menino malvado
Nhem Nhem Nhem

_______________________________________________________________________________________
Mas hoje tem amanhã não
Mas hoje tem amanhã não
Oi sim sim sim
Oi não não não
Mas hoje tem amanhã não
Olha a pisada de lampião
Oi sim sim sim
Oi não não não
Mas hoje tem amanhã não
Mas hoje tem amanhã não
Oi sim sim sim
Oi não não não
Olha a pisada de lampião
Olha a pisada de lampião
Oi sim sim sim
Oi não não não
Oi não não não
Oi sim sim sim
Oi sim sim sim
Oi não não não

_______________________________________________________________________________________
Luanda ê pandeiro (luanda ê)
ô, luanda ê pará
oi tereza canta sentada
oi idalina samba de pé
oi lá no cais da bahia
na roda de capoeira
não tem lelê, não tem
nada
não tem lelê, nem lalá
ô, laê, laelá
ô, lelê)
ô, laê, laelá
ô, lelê

_______________________________________________________________________________________
Olha lá o nêgo
Olha o nêgo Sinhá
Mas que nêgo danado
Olha o nêgo Sinhá
Esse nêgo e valente
Olha o nêgo Sinhá
Mas me pega esse nêgo
Olha o nêgo Sinhá
Derruba no chão
Olha o nêgo Sinhá
Esse nêgo e valente
Olha o nêgo Sinhá
Esse nêgo é o cão
Olha o nêgo Sinhá
Mas castiga esse nêgo
Olha o nêgo Sinhá
Conforme a razão
Olha o nêgo Sinhá
Ele é capoeira
Olha o nêgo Sinhá
Ele é da Bahia
Olha o nêgo Sinhá
Olha lá o nêgo
Olha o nêgo Sinhá
Olha là o nego
Olha o negro sinhà
Mas castiga esso nego
Olha o negro sinhà
Mas conforme a razão
Olha o negro sinhà
Esse nego è ligeiro
Olha o negro sinhà
Esse nego è limão
Olha o negro sinhà
Esse nego è safado
Olha o negro sinhà
Esse nego è cão
Olha o negro sinhà

_______________________________________________________________________________________
O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valentão
me da meu dinheiro, valentão,
que no meu dinheiro ninguem põe a mão, etc.
O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valentão
me da meu dinheiro, valentão, que dou uma rasteira e lhe jogo no
chão
O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valentão

_______________________________________________________________________________________
O menino avisa a seu patrão
que a onca pegou o boi
na descida do grotão
O menino avisa a seu patrão
que a onca pegou o boi
na descida do grotão
A onca pintada é valente e traicoeira
pegou o boi malhado
no meio da capoeira
O menino avisa a seu patrão
que a onca pegou o boi
na descida do grotão
patrão está chorando com razão
que está sentido a falta
do malhado campeão
O menino avisa a seu patrão
que a onca pegou o boi
na descida do grotão

_______________________________________________________________________________________
Meu camarada venha ver
A brincadeira nego planta bananeira
E joga as pernas pro ar
Já me disseram que essa coisa
É brasileira que se chama capoeira
E na bahia eu vou jogar
Onde vai caima, caima, caima
Onde vai caima
Pra ilha de maré
Onde vai caima
Vai jogar a capoeira
Onde vai caima
Na lagoa do abaeté
Onde vai caima
Vamos embora, vamos embora
Onde vai caima
Lá da ilha de mare

_______________________________________________________________________________________
Para a roda, capoeira
Para, vai ter que parar.
Eu não paro, eu já disse que não
Eu só paro essa roda se o meste mandar (olha ê)
Para a roda, capoeira
Para, vai ter que parar.
Eu não paro, eu já disse que não
Eu só paro essa roda se o mestre mandar
Para a roda, capoeira
Para, vai ter que parar.
Eu jogo capoeira aqui em qualquer lugar
O meu mestre foi seu Bimba, criador da regional (eu falei)
Para a roda, capoeira
Para, vai ter que parar.
Tu não me agarre, faça um jogo legal
Isso não é jiu- jitsu, isso aqui é regional
Para a roda, capoeira
Para, vai ter que parar.
Mestre Bimba não morreu, isso é muito natural,
Ele tá em qualquer roda, se o jogo é regional
Para a roda, capoeira
Para, vai ter que parar

_______________________________________________________________________________________
O nega que vende ai?
O nega que vede ai,
o que vende ai, o que vende ai.
O nega que vende ai.
Vende farinha, olha vende ai.
O nega que vende ai.
Vende ai, vende ai, vende ai, vende ai.
O nega que vende ai.
O que vende ai, o que vende ai.
O nega que vende ai.
O que vende ai, o que vende ai.

_______________________________________________________________________________________
Oi ligeiro, oi ligeiro
Paranà
Capoeira é ligeira
Paranà
Oi ligeiro, oi ligeiro
Paranà
O meu mestre é ligeiro
Paranà
Oi ligeiro, oi ligeiro
Paranà
Eu tambem sou ligeiro
Paranà

_______________________________________________________________________________________
Paraná e, paraná e paraná
Paraná e, paraná e paraná
Vou me embora pra bahia,
Paraná porque lá é o meu lugar, paraná
Paraná e, paraná e paraná
Vou me embora enquanto é dia, paraná
Que de noite tenho medo, paraná
Paraná e, paraná e paraná
No céu tem tres estrelas, paraná
Todas tres em carrerinha, paraná
Paraná e, paraná e paraná
Uma é minha outra é sua, paraná
A outra vai ficar sozinha, paraná
Paraná e, paraná e paraná
Quem não pode não entima, paraná
Deixe quem pode entimar, paraná
Paraná e, paraná e paraná
São pedro ouviu um grito, paraná
E respondeu com um trovão, paraná
Paraná e, paraná e paraná
Minha mãe é mulher velha, paraná
Fecha a casa dorme cedo, parana
Paraná e, paraná e paraná
Parana parana e parana
Parana parana e parana

musica – Capoeira é defesa ataque

Capoeira, é defesa ataque,
A ginga do corpo e a malandragem,
capoeira
é defesa ataque,
A ginga do corpo e a malandragem
São Francisco Nunes, preto Velho meu avô,
Ensinou para o meu pai, mas meu pai não me ensinou.
Capoeira
é defesa ataque,
A ginga do corpo e a malandragem
O maculelê, a dança do pau,
Na roda de capoeira, é no toque do berimbau.
Capoeira
é defesa ataque,
A ginga do corpo e a malandragem
Eu já tive em Moçambique, eu já tive em Guiné,
Mas estou voltando de Angola, com o jogo de Malé
Capoeira
é defesa ataque,
A ginga do corpo e a malandragem
Se você quiser aprender, vai ter que praticar,
Mas na roda de capoeira, é gostoso de jogar.
Capoeira
é defesa ataque,
A ginga do corpo e a malandragem
Capoeira

Musica – AI AI AI AI

Ai ai ai ai
(Oi) São Bento me chama
~ REFRÃO ~
São Bento chamou
~ REFRÃO ~
São Bento me leva
~ REFRÃO ~
São Bento me pega
~ REFRÃO ~
São Bento me prende
~ REFRÃO ~
São Bento me quer
~ REFRÃO ~
Mas me quer, mas me quer
~ REFRÃO ~
Senhor São Bento
~ REFRÃO ~
Meu sinhô me chamou
~ REFRÃO ~
São Bento está chamando
~ REFRÃO ~
Meu sinhô está chamando
~ REFRÃO ~

Biblioteca dos membros

Somente para membros do grupo